Login

Glossário

 

PalavraDefinição 
Acção ordinária
A forma mais comum de uma acção. Um certificado que representa uma participação numa empresa.  
Acção cíclica Acção cujo valor é particularmente sensível às variações do estado geral da situação económica.  
Acções preferenciais Acções que pagam dividendos a uma taxa fixa ou ajustada e têm preferência sobre as acções ordinárias (acções comuns) no pagamento de dividendos e na liquidação dos activos.  
Activo subjacente O instrumento a que dá direito um contrato de futuros ou opções.  
All or None (AON) Uma ordem condicionada a que a quantidade total de uma ordem para comprar ou vender seja executada a um preço específico - uma quantidade inferior não é aceite.  
American Depositary Receipt (ADR's) Um recibo ou um certificado emitido por um banco dos E.U.A. que representa um número específico de acções de empresas fundadas no estrangeiro, detidas por uma instituição bancária dos E.U.A. no país de origem dessa acção, em nome de um investor nos E.U.A.. A cotação de um ADR e da acção correspondente serão mantidos a níveis equivalentes ao racio, que a ADR representa, através de operações de Arbitragem. ADS (American Depositary Shares) é um certificado idêntico ao descrito nos ADR.  
Arbitragem A compra simultânea num mercado e venda noutro do mesmo ou equivalente instrumento financeiro a fim de se beneficiar de diferenciais de preços ou de moeda.  
Arbitragistas Aqueles que procuram oportunidades de arbitragem.  
Ask O preço a que um vendedor ofereceu para vender um activo ou um derivado.  
At-the-money Uma opção cujo o preço de exercício/strike seja igual ou perto do preço actual do activo subjacente.  
Base A diferença entre o preço spot e o preço dos futuros.  
Bear Um investidor que acredite que os preços vão cair.  
Bear Market Situação de mercado caracterizada pela queda generalizada dos preços dos títulos cotados durante um período prolongado de tempo.  
Bed-and-breakfast deal Vender acções num dia e voltar a comprá-las no dia seguinte, para finalidades de imposto no fim do ano fiscal.  
Beta Medida do nível de risco associado a um acção individual ou de um portfólio, em relação ao nível de risco geral do mercado accionista. O beta é uma medida da sensibilidade do retorno de um investimento em relação aos movimentos do mercado. Uma acção cujo beta seja 1.5 significa, que a cotação dessa acção deverá variar (quer no sentido negativo, quer no positivo) 1.5 vezes mais do que a variação da totalidade do mercado accionista. Um portfólio diversificado de acções com beta elevado possui um risco mais elevado do que um portfólio diversificado de acções com beta baixo.  
Bilhete do Tesouro Título de dívida pública (portuguesa) de curto prazo, i.e., cuja maturidade é inferior a um ano. Os títulos do tesouro são emitidos por prazos de 91, 182 e 364 dias.  
Bid O preço que um comprador ofereceu para comprar um activo ou um derivado.  
Big Board Um termo popular usado para fazer referência à NYSE (New York Stock Exchange)  
Bloco Uma grande quantidade de acções, normalmente 10.000 acções ou mais.  
Block Trade A compra ou a venda de acções numa grande quantidade, normalmente 10.000 acções ou mais.  
Blue Chips Acções com o status mais elevado e qualidade como investimento. Acções Blue Chip são normalmente acções com um preço relativo elevado e com um longo registro de resultados e pagamento de dividendos acima da média do mercado.  
Bruto Antes da dedução do imposto.  
Book Value Valor contabilistico duma acção. É calculada subtraindo o passivo do activo e dividindo o resultado pelo número total de acções da empresa. O valor contabilistico na maior parte das vezes difere do valor de mercado uma vez que este último incorpora entre outras coisas, também as expectativas dos investidores.  
Bull Um investidor que acredita que os preços vão subir.  
Bull Market Um período prolongado caracterizado pela subida generalizada dos preços dos títulos cotados no mercado.  
Bull Spread Uma estratégia com opções composta de opções longas e curtas do mesmo tipo, calls ou puts, planeada para ser lucrativa num mercado em queda. Uma opção com um preço de exercício (strike) mais baixo é comprada e é vendida uma com um strike mais elevado.  
Butterfly Spread (i) em relação aos futuros: butterfly spread é uma estratégia spread em que são transaccionados simultaneamente múltiplos vencimentos a preços diferentes. Basicamente consiste em duas operações spread em futuros com 3 ou 4 vencimentos diferentes com um diferencial de preço.  
Buyer/taker O comprador de uma opção, quer se trate de uma call ou de uma put. O comprador poderá também ser referido como holder de uma opção. Os compradores de opções recebem o direito mas não a obrigação, de assumir uma posição em um activo/futuro no mercado.  
Cable Um termo muito usado no mercado Forex para se fazer referência ao câmbio US dólar-Libra.  
Cap Um acordo em que se estipula com a contra parte um limite superior para as taxas de juro para o comprador da Cap pelo período de tempo acordado.  
Capital Market / Mercado de Capitais O mercado para activos de médio e longo prazo.  
Capitalização Bolsista / Capitalização de Mercado Valor monetário total de todas as acções cotadas. Determina-se a capitalização de uma bolsa de valores multiplicando o quantidade de acções admitidas à cotação (isto é em circulação) pelo seu valor de cotação. Também é usado como uma medida da dimensão de uma empresa  
Carry O custo de financiamento para deter um activo.  
Cash and Carry Uma operação de arbitragem que envolve a compra de uma mercadoria com dinheiro emprestado e, simultaneamente, a venda do contrato de futuros apropriado.  
Cash flow descontado Cash flows futuros multiplicados pelos factores de desconto obtendo-se o valor actual.  
Cash market O mercado do instrumento financeiro actual em que os contratos de futuros e opções se baseiam.  
CFTC A agência federal dos EUA reguladora dos futuros negociados nos mercados de derivados norte americanos.  
Chamada na margem Solicitação para ser efectuado um depósito adicional de fundos na conta margem, para fazer face a uma evolução adversa no preço de um contrato de futuros (posições em aberto).  
Classe da opção Todas as opções do mesmo tipo - calls ou puts - listadas em relação ao mesmo instrumento subjacente  
Clearing House Um associado da bolsa, geralmente uma organização independente através da qual todos os contratos são efectuados, compensados e entregados.  
Close out Uma transação que deixa a transacção com um compromisso líquido nulo ao mercado. Uma compra se a transação inicial for uma venda e vice-versa.  
Coeficiente de correlação Coeficiente que dá a relação existente entre 2 variáveis.  
Collar Combinação de um Cap e um Floor. Um collar fixa a banda dentro da qual as taxas de juro se aplicarão (p.e. 5%-7%), por um determinado período de tempo.  
Comissão O montante cobrado por uma entidade corretora ou a corretagem pela prestação de serviços de compra ou de venda de títulos em nome dos clientes.  
Conta Cash (Cash Account) Conta junto de uma entidade financeira autorizada, em que o cliente se compromete a liquidar, na sua totalidade e dentro de um prazo estipulado, o montante devido pela compra de títulos. Em Portugal o prazo em questão é, em regra geral, de quatro dias úteis.  
Conta Gestão Discricionária (Discretionary Account) Conta junto de uma entidade financeira autorizada, em que um investidor autoriza estas últimas a efectuar compras e vendas de títulos seleccionados pela entidade, ao preço e nas quantidades por ela determinados e quando entender, que tal seja oportuno.  
Conta Margem (Margin Account) Conta junto de uma entidade financeira autorizada e, em que esta se disponibiliza a emprestar aos seus clientes uma parte do montante necessário para a compra de títulos. O termo margem refere-se à diferença entre o valor de mercado do título adquirido e o valor do empréstimo concedido pela entidade vendedora.  
Contrato Um acordo para comprar ou vender uma quantidade especificada de um mercadoria/commodity ou uma opção para uma data específica no futuro.  
Contrato de futuros Um acordo para a compra ou venda de uma quantidade e qualidade específica de um instrumento financeiro ou uma mercadoria/commodity num mês específico no futuro.  
Contratos em aberto (Open interest) O número total dos contratos de opções/futuros que ainda não foram fechados por offset ou realizados por entrega do activo subjacente.  
Corretora / Broker Um agente, frequentemente um membro duma bolsa de valores, que executa ordens públicas para comprar e vender activos e derivados. Para este serviço uma comissão é normalmente cobrada. Os Corretores são agentes que trabalham à comissão e não agentes a actuar para a sua conta pessoal.  
Cotação Preço ao qual se pode efectuar a compra ou a venda de um título num dado momento.  
Cross rates O câmbio entre 2 moedas, em que nenhuma delas é o US dólar.  
Crush Os produtos alimentares e óleos derivados da transformação dos feijões de soja.  
Crush margin (margem do Crush) Proporção de produtos alimentares e óleos resultantes do esmagar (Crush) de um dado volume de feijões de soja.  
Crush spread O spread entre os feijões de soja e os produtos de feijão de soja através da compra de futuros de feijões de soja e venda de futuros de óleo de soja e de produtos alimentares de feijão de soja.  
Curto/Vender Curto (Short Sale) Venda dum título não possuído pelo vendedor. Trata-se de uma transacção legítima e regulamentada em várias bolsas de valores internacionais, de carácter especulativo, em que o vendedor tem a expectativa que o preço do título em causa venha a descer. Caso este cenário se concretize, o vendedor irá, numa data posterior, adquirir o título vendido a um preço inferior ao do preço de venda, entregar esse mesmo título ao comprador e realizar assim um lucro nesta operação. Estar curto em 100X significa ter vendido curto 100 acções/futuros (ou outro instrumento financeiro) da empresa X.  
Curva de Rendimento (Yield Curve) Representação gráfica da estrutura temporal das taxas de juro de títulos financeiros com maturidade diferentes. A yield curve das obrigações do tesouro de um dado país, será representada pelo traçar de uma linha, que una as taxas de juro, proporcionadas num dado momento, pelas diferentes maturidade dos títulos em causa. Devido ao dinamismo dos mercados a yield curve dum dado conjunto de títulos tenderá a variar diariamente. A yield curve será designada como invertida nos casos em que a sua inclinação seja negativa (isto é, quando as taxas de longo prazo sejam inferiores às de curto prazo).  
Data de expiração do contracto A data em que uma determinada mercadoria/commodity deve ser entregue para satisfazer os termos do contrato. Em relação às opções, é ao último dia em que o detentor (holder) de uma opção pode exercer o seu direito para comprar ou vender o activo subjacente.  
Data de ex-dividendo A data em que uma acção começa a ser transaccionada ex-dividendo. Após esta data o direito de receber o dividendo anunciado, não será automaticamente transferido do vendedor da acção para o comprador  
Data de maturidade Data em que uma obrigação atinge a maturidade, nessa data o valor facial será reembolsado ao comprador. Por vezes a data de maturidade não é uma data especifica, mas sim um intervalo de tempo durante o qual as obrigações poderão ser reembolsadas.  
Data de pagamento A data em que um dividendo ou juro duma obrigação está agendado para ser pago.  
Data de expiração (i) Opções - a última data que a opção pode ser exercida.  
Data Valor A data até à qual (inclusive) são calculados os ganhos/perdas acumulados de uma posição.  
Day Order (ordem para o dia) Uma ordem colocada para execução, se possível, durante somente uma sessão. Se a ordem não puder ser executada nesse dia, será automaticamente cancelada.  
Day Trader Especulador que abre posições no mercado e as liquida antes do fecho, no mesmo dia.  
Data de Declaração O último dia que o comprador de uma opção tem para indicar ao vendedor a sua intenção de exercer a opção.  
Dealer Um privado ou uma firma a actuar por conta própria, como um agente na compra e/ou na venda de activos. Por vezes os Dealers negoceiam por sua conta e risco.  
Delivery (entrega) A resolução de um contrato de futuros através de recebimento ou entrega de um instrumento financeiro.  
Delivery month (mês de entrega) O mês em que um contrato de futuros atinge maturidade e em que são entregáveis.  
Delivery points (locais para entrega) Locais designados pelas bolsas de futuros em que o stock de mercadoria/commodity que o contrato de futuros representa deverá ser entregue, no seguimento do cumprimento das obrigações/direitos estipulados no contrato.  
Delta A mudança no valor do prémio de uma opção relativamente à mudança instantânea no valor do instrumento subjacente, expresso como um coeficiente.  
Derivados Instrumentos financeiros que derivam o seu valor duma acção, obrigação, mercadoria/commodity ou o outro recurso subjacente. Futuros, swaps, alguns forwards, opções e warrants são os instrumentos derivados mais comuns.  
Derivativo/Derivado Título ou contrato financeiro como por exemplo uma opção, cuja cotação deriva da variação da cotação de um título subjacente (isto é o título em relação ao qual se efectuou o contrato de opção).  
Desconto Quando o preço de mercado dum activo recentemente emitido é mais baixo do que o preço de emissão.  
Direitos Uma oferta por parte duma empresa de acções aos accionistas actuais em proporção com o número de acções detidas.  
Dividendo Lucro (após impostos) que a administração da empresa decide distribuir aos accionistas por cada acção que detêm. Os dividendos são, geralmente, pagos em dinheiro, mas podem ser pagos através da distribuição de acções.  
Dividendo final O dividendo pago por uma empresa no fim de seu ano financeiro, recomendado pelos directores e autorizado pelos accionistas na Assembleia geral de accionistas.  
Down tick A venda dum activo a um preço inferior ao último efectuado.  
Earnings per share (EPS) O lucro líquido total por acção de uma empresa.  
Equity Acções ordinárias das empresas.  
Termo Definição  
Eurobonds Um empréstimo a longo prazo emitido numa moeda que não é a moeda interna em circulação nesse país ou mercado em que é emitido. Não é aplicado nenhum imposto ao pagamento de taxa de juro. As Eurobonds são subscritas internacionalmente e disponíveis ao portador.  
Eurodolars US dólares depositados num banco localizado fora dos E.U.A.  
Ex O oposto de cum, e usado para indicar que o comprador não tem o direito de participar no evento que se aproxima especificado (exemplo: ex-dividendo).  
Ex-dividendo Uma acção vendida sem direito ao dividendo recentemente anunciado. Uma acção cotada ex-dividendo tem a quantidade do dividendo, que está prestes a ser pago, deduzido do preço.  
Ex-direitos Acção vendida sem o direito de participar numa oferta de acções aos accionistas existentes por uma empresa, numa determinada proporção em relação ao número de acções que possui da empresa.  
Exercício Utilização do direito de compra do instrumento subjacente pelo detentor de uma call, ou vender o instrumento subjacente pelo detentor de uma put.  
Factor de desconto O valor actual de uma unidade de moeda que irá ser recebida em uma determinada data no futuro.  
Factor de risco O factor de risco (delta) indica o risco de uma posição em uma opção relativamente ao contrato de futuros relacionado.  
Fecho/Offset Fecho ou liquidação de uma posição em futuros.  
Floor Um acordo em que se estipula um limite inferior para as taxas de juro para o comprador do floor durante um período determinado.  
Forward Rate Agreement (FRA) Um acordo para pedir ou emprestar em uma data futura especificada, a uma taxa de juro fixada hoje. O empréstimo é puramente teórico, visto que o contrato o que permite é que o comprador fixe a taxa de juro para um período específico no futuro, não existe a obrigação de cedência do principal.  
Fungíveis Instrumentos que são equivalentes, substituíveis e legalmente permutáveis.  
Futuros financeiros (financial future) Um contrato de futuros baseado num instrumento financeiro.  
Gamma A taxa a que o delta muda ao longo do tempo.  
Gearing O endividamento duma companhia expresso em percentagem de seu capital.  
Going long A compra de um activo ou derivado para investimento ou especulação.  
Going short Venda de um activo ou derivado que o vendedor não tem em carteira.  
Greenmail Situação de mercado em que um grande bloco de acções encontra-se na posse de uma empresa hostil que força a empresa alvo a voltar a comprar as acções a prémio substancial para impedir uma tomada do controlo da empresa alvo por parte da empresa hostil (takeover).  
Hedge A compra ou a venda de opções ou contratos de futuros como um substituto temporário para uma transação que será efectuada num momento futuro no tempo. Geralmente envolve posições opostas no mercado spot ou no mercado de futuros e opções.  
Hedge ratio Para os futuros é o número de contratos necessários para cobrir (hedge) o valor de um activo/instrumento subjacente. Para opções ver delta.  
Intercommodity spread A compra de um contrato para entrega num determinado mês num mercado de futuros e venda simultânea do mesmo mês em outro mercado de futuros.  
Interdelivery spread A compra de contratos de futuros para ser entregue num determinado mês e a venda simultânea de outro mês da entrega dos mesmos contratos de futuros no mesmo mercado.  
Intermarket spread Ver Intercommodity spread  
In-the-money Uma opção de compra (call) está in-the-money se o preço do instrumento subjacente estiver mais elevado do que o preço de exercício/strike. Uma opção de venda (put) está in-the-money se o preço do instrumento subjacente estiver abaixo do preço de exercício/strike. Ver também definição de out-of-the-money.  
LIBID A taxa cobrada por um banco a outro para um depósito.  
LIBOR A taxa cobrada por um banco a outro para cedência de fundos.  
Liquidez O nível de volume negociado num mercado.  
LIMEAN A média das taxas LIBOR e LIBID.  
Margem (i) no mercado accionista, é o montante pago pelo cliente quando utiliza o crédito concedido pela corretora para comprar uma acção.  
Margem de manutenção A margem mínima que um investidor deve manter depositada na conta margem para poder manter a sua posição no mercado aberta.  
Margem inicial A margem requerida para abrir uma nova posição num contrato de futuros ou de opções.  
Market-maker Um market-maker é uma pessoa ou uma firma autorizada a criar e manter liquidez no mercado sobre um determinado activo. Os market-makers comprometem-se a estarem sempre prontos para negociar nos activos em que estão registados como market-makers.  
Mark-to-market Ajustamento diário duma conta de maneira a reflectir as perdas/ganhos acumulados durante o dia.  
Mercado eficiente Um mercado onde os preços dos activos reflectem a informação instantaneamente.  
Mercado Invertido Nos mercados de futuros, um mercado onde o preço duma mercadoria/commodity esteja invertido, fazendo com que os contratos com vencimentos mais próximos estejam a ser vendidos a prémio, e os contratos com vencimento para meses mais distantes sejam vendidos a desconto.  
Mercado Monetário O mercado para investimentos a curto prazo (menos de 1 ano).  
Mercado primário / 1º mercado O mercado que está relacionado com o título original, regra geral de obrigações, ou a primeira vez que são colocados à venda novas acções/activos.  
Mercado secundário Onde são negociados os activos, quer em contínuo ou OTC, imediatamente depois da sua emissão original.  
Mês actual de entrega O mês mais actual, quando um contrato de futuros atinge a maturidade e se torna fungivél. Também chamado mês spot.  
Mês da expiração O mês em que uma opção expira.  
Mês do contrato O mês em que um contrato de futuros atinge a maturidade ou que será entregue a mercadoria/commodity subjacente se não for liquidado ou negociado antes da data especificada.  
Modelo de Black Scholes Um modelo para cálculo do valor das opções inicialmente derivado por Fisher Black e Myron Scholes para activos e opções e mais tarde refinado por Black para opções sobre futuros.  
NASDAQ O mercado bolsista NASDAQ é o 2º maior mercado de acções dos EUA onde são negociadas as acções de empresas tecnológicas.  
Nova emissão/ New issue Uma empresa que é lançada no mercado pela primeira vez ou que emite novas acções adicionais.  
Obrigação Certificado de dívida que requer que o emissor pague, ao detentor do título, uma soma especificada de dinheiro acrescida de um determinado montante de juros, geralmente de intervalos de tempo específicos, reembolsando o montante principal do empréstimo na maturidade.  
Obrigação a taxa fixa Uma obrigação que fornece um pagamento garantido, anual, de taxa de juro. Há geralmente uma data fixa em que a obrigação é reembolsada.  
Obrigações do tesouro (OT) Obrigações emitidas pelo governo com maturidade de longo prazo.  
Obrigação indexada Obrigações cujos os pagamentos estão ligados a um índice (tal como o índice de preços no consumidor).  
Oferta pública de venda (OPV) Um método muito utilizado de lançar uma empresa no mercado. O público pode subscrever directamente acções a um preço fixado.  
Opção Um contrato que confere o direito mas não a obrigação de comprar (call) ou vender (put) uma quantidade especifica de um instrumento a um preço especificado dentro de um período de tempo predeterminado.  
Opção Americana Uma opção que pode ser exercida em qualquer altura até à data de expiração (inclusive).  
Opção Asiática As Opções Asiáticas são baseadas no preço médio dum activo subjacente durante um período de tempo, em vez do preço a vigorar no final de um período. As Opções Asiáticas estão, actualmente, somente disponíveis OTC.  
Opção de Compra (Call Option) Uma call option confere o direito mas não a obrigação de comprar o activo subjacente ao contrato a um preço especificado durante um período de tempo predeterminado. O comprador (taker) paga ao vendedor (seller) um prémio pelo direito.  
Opção de Venda (put) Uma put confere o direito, mas não a obrigação de vender um activo, derivado ou outro instrumento ao preço de exercício da opção dentro dum período de tempo pré-determinado.  
Opção Europeia Uma opção que pode ser exercida somente na data de expiração.  
Opção exótica Opções com uma ou várias características diferentes do standard (opções vanilla), instrumento subjacente, determinação do preço de exercício, método de determinação pagamento ou condições de expiração com características fora do comum  
Ordem ao mercado/melhor Uma ordem para comprar ou vender imediatamente um instrumento financeiro contra o melhor preço possível no momento.  
Ordem fill or kill Uma ordem submetida com um tamanho especificado e com a opção da ordem ser executada na totalidade a um preço limite especificado ou será anulada na totalidade.  
Ordem limite Uma ordem para comprar ou vender uma quantidade especifica de um activo a um preço especificado ou melhor.  
Out-of-the-money Uma opção de compra (call) está out-of-the-money se o preço do instrumento subjacente for mais baixo do que o preço de exercício/strike. Uma opção de venda (put) diz-se out-of-the-money se o preço do instrumento subjacente estiver acima do preço de exercício/strike. Ver também in-the-money.  
Over-the-counter (OTC) Na maior parte dos mercados, as acções de pequena capitalização (também outros e quaisquer activos), pouco activas e não registadas são transaccionadas no 2º mercado (OTC).  
Penny stocks Acções de valor muito baixo que estão a cotar em bolsa a menos de 1 US dólar por acção, frequentemente, altamente especulativas.  
Pip 1/100 de 1% do valor nominal de um activo.  
Pontos Base (basis point) Refere-se ao Yield. Cada ponto percentual do yield corresponde a 100 pontos base. Assim uma alteração do Yield de 3,5% para 3,75% corresponde a uma subida de 25 pontos base.  
Portfólio Carteira de títulos dum investidor.  
Preço de Base O preço expresso em termos do rendimento à maturidade ou à taxa de retorno anual.  
Preço Spot O preço a que um activo está a ser negociado actualmente no mercado spot/cash (à vista).  
Prémio (i) em relação às Opções, é o preço que um comprador de uma opção de compra (call) ou de venda (put) tem que pagar ao vendedor do contrato de opção.  
Prémio de risco O retorno adicional previsto por efectuar um investimento de risco em alternativa a um investimento seguro.  
Price Earnings Ratio (PER) O preço actual de uma acção a dividir pelos seu ganho nos últimos 12 meses.  
Primeiro dia de notificação O primeiro dia em que a notificação da intenção de entregar mercadorias/commodities, contra posições no mercado de futuros pode ser recebida.  
Privatização A conversão de uma empresa do estado ao estatuto de sociedade anónima, normalmente acompanhada pela venda das suas acções ao público.  
Profundidade do mercado Um medida que indica quanto é que o preço tem que se alterar para que sejam executadas transacções maiores do que o normal. Quanto menor o movimento do preço e maior o valor da transacção, mais profundo é o mercado.  
Rating A classe de um activo - geralmente classifica através de uma letra ou por uma série de letras - significando a qualidade de um investimento.  
Reverse-crush spread Spread - entre as sementes de soja e os produtos derivados das sementes de soja - criado comprando futuros do óleo e outros produtos alimentares derivados da soja e vendendo futuros de sementes de soja.  
SEC The Securities and Exchange Comission, estabelecido pelo Congresso dos EUA para proteger os investidores nas transações de activos (equivalente à CMVM - Comissão do Mercado Valores Mobiliários).  
Seller/grantor Também designado por writer de uma opção. O vendedor (seller) de uma opção fica sujeito a uma obrigação potencial, isto é, se o comprador escolher exercer a opção.  
Série de uma opção Todas as opções da mesma classe, com o mesmo preço de exercício/strike e data de expiração.  
Short sale A venda de um activo ou de um contrato de futuros que o vendedor não possui em carteira na altura da transacção. Posições curtas (short selling) são efectuadas geralmente em antecipação de um declínio no preço de um instrumento.  
Sociedade Financeira de Corretagem (Dealer) Entidade, cuja actividade consiste na compra e venda de títulos financeiros por conta de terceiros e também por conta própria.  
Split A divisão das acções no mercado de uma empresa geralmente em um número maior de acções.  
Split inverso A redução no número de acções no mercado de uma empresa. Esta operação é realizada substituindo as acções comuns de uma empresa por menos acções e aumentando o valor do par em cada acção. O número total de acções terá imediatamente depois do split inverso o mesmo valor de mercado que tinha em antes.  
Spread (i) A diferença entre bid e ask dum activo.  
Spread horizontal Spread de calendário ou de tempo.  
Straddle A compra/venda simultânea de opção de compra (call) e de venda (put) em relação ao mesmo activo subjacente, preço de exercício/strike e data de expiração.  
Strike price Também designado por exercise price (preço de exercício). É o preço a que o detentor de opções pode comprar ou vender o instrumento subjacente.  
Swap Um tipo de contrato forward para trocar um tipo de cash flow ou activo por outro, de acordo com regras predeterminadas.  
Swiss Index O novo índice suíço com duas componentes principais: o Swiss Market Index (SMI) que contém 23 Blue Chips e o Swiss Performance Index (SPI) que contém todas as acções listadas e principais acções OTC.  
Tamanho do contrato Para contractos de futuros, a quantidade a ser entregue.  
Taxa de desconto A taxa usada para calcular o valor actual de cash flows futuros.  
Taxa de retorno interna A taxa de desconto a que um investimento tem um valor actual líquido nulo.  
Taxas interbancárias As taxas de tomada e cedência de liquidez a que as instituições bancárias internacionais fazem depósitos entre elas.  
Tick/point A mudança mínima no preço, para cima ou para baixo.  
Tick size Mínimo movimento no preço de um contrato de futuros.  
Time Value A parte do prémio de uma opção que reflecte o tempo restante na opção até à data de expiração. Quanto mais longo o tempo que falta até à expiração, mais elevado o Time Value.  
Treasury bills Obrigações a curto-prazo emitidas pelo governo por períodos de um ano ou menos. Os bilhetes de tesouro não carregam durante a sua vida útil uma taxa de juro visto que são emitidas a desconto em relação ao valor do par. Os treasury bills são reembolsados ao par na data de reembolso.  
Turnover O valor total, expresso em unidades monetárias, de acções (ou outro instrumento financeiro) transaccionado, calculado multiplicando o preço pelo número de acções ou outro qualquer activo negociado.  
Último dia de negociação O dia em que a negociação cessa para um contrato prestes a expirar.  
Último dia para notificação Último dia em que a notificação, da intenção de entregar do activo subjacente a um contrato de futuros, poderá ser efectuada.  
Valor actual O valor descontado dos futuros cash flows.  
Valor do cupão A taxa de juro anual de uma obrigação.  
Valor intrínseco O montante em que uma opção está in-the-money. O valor intrínseco é a diferença entre o preço de exercício/strike e o preço do activo/instrumento subjacente.  
Valor teórico (fair value) Valor duma opção derivado de um modelo matemático de cálculo.  
Variação mínima de preço O valor mais baixo possível para variação do preço de mercado em um contrato de futuros.  
Vida do contrato O período entre o início da negociação num determinado contrato de futuros e a sua expiração de negociação.  
Volatilidade Definido geralmente como o desvio padrão do retorno de um activo. A volatilidade geralmente refere-se à magnitude dos movimentos num activo específico. Quanto maior forem as variações de preço, maior é a volatilidade (vice-versa). A volatilidade influência significativamente o prémio de uma opção. Quando a volatilidade está elevada, os prémios aumentam (tudo o resto constante). Quando a volatilidade é baixa, os prémios diminuem (tudo o resto constante).  
Volatilidade histórica Desvio padrão anual da mudança percentual no preço dos futuros durante um período específico. É uma indicação de volatilidade passada no mercado.  
Volatilidade implícita Uma medida do intervalo de variação esperado pelo mercado, para o preço do instrumento financeiro subjacente a uma opção, baseada nos prémios pagos pelas opções negociadas no mercado.  
Warrant Um certificado que dá ao seu possuidor o privilégio mas não a obrigação, a longo-prazo prazo (por vezes o privilégio é perpétuo), de comprar acções a um preço especificado.  
White Knight Uma empresa que salva outra que se encontra em dificuldades financeiras, normalmente, uma empresa que salva outra de um takeover hostil.  
Yield A taxa percentual de retorno, calculado dividindo o dividendo anual de uma acção pelo seu preço actual de mercado.

 

 

 

 

 

 

 

 

© 1996 - 2017   |    IMF - Informação de Mercados Financeiros, S.A.

IMF Mobile